RSS

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Saboeiros em Portugal...

Estou contente!

Afinal existem mais pessoas em Portugal a fazer sabão natural do que parece!
Só que co-existimos em pequenos circulos, separados geograficamente e por desconhecimento. Desconhecimento de que é provavel que já sejamos muitos e desconhecimento das outras pessoas das qualidade e beneficios de um sabão natural, o que provoca também o silencio de muitos saboeiros.

As dificuldades em encontrar material a preços razoaveis e depois a dificuldade quando se quer legalizar a actividade, para aqueles que querem realmente continuar com esta arte e torná-la mais conhecida, faz com que muitas pessoas , ou desistam ou continuem mas meio escondidas, como se fossem antigos contrabandistas...
Como eu comentava com amigos, é mais facil encontrarmos um fornecedor de "erva" do que encontrar certas materias -primas. E ao mesmo tempo, até parece q é mais facil vender a dita, do que vender um sabão....incomprensivelmente, há pessoas que olham para um dealer com mais naturalidade do que olham para mim quando digo que faço o meu proprio sabão!....

Isto não é nada fixe!!! ...a serio! ...não tem piada!!!

mas enfim!....mentalidades mudam...devagariiiinho...mas mudam!!!

Boa noite e VIVAM OS SABOEIROS DE PORTUGAL!!!!!!!!!!!!!

6 comentários:

Atenea disse...

Un país muy bonito Portugal. En España hay muchas jaboneras y me imagino que también las habrá en Portugal. Besos.

Sonia Peña disse...

Oi,
Deixei uma surpresa para você no meu blog.
Beijos brasileiros.

Calçada do Gato disse...

Olá,
pois acabei de encontrar o seu blog e sinto exactamente o mesmo! Comecei a fazer sabão enquanto ainda vivia em Espanha e aqui em portugal sinto-me como um ET...os materiais continuam a vir de espanha e vender os meus produtos é quase impossivel. Aliás, até inscrever-me como artesã nesta área é muito dificil.
Fico contente por tê-la encontrado!
beijinhos
Filipa

Paula Capeto disse...

Olá!
Mais uma saboeira aqui no Porto!
Sou da área química, produzo e dou formação na produção dos ditos sabões orgânicos.
Procuro ativamente passar a palavra, qual pregadora das escrituras!
Ex-alunos já estão a produzir para os amigos e claro, para os que têm o atrevimento de os comprar. Penso que quem os usa (e os faz!),ficam viciados :). Um abraço para si e parabéns pelo seu blogue!

Maria José disse...

Olá, descobri seu blog à procura de matéria prima para sabão e sabonetes e ainda bem que o fiz. Comecei há pouco tempo mas a paixão vai aumentando,tenho feito para aproveitar o óleo do restaurante de família. Já comecei a fazer mistura de azeite com vários outros ingredientes, tenho um pequeno espaço no campo e apanhei alecrim,erva de S. Roberto, erva cidreira, etc, e cobri com azeite, cada qual no seu recipiente para ver qual o resultado. Obrigada pelo bichinho que criou em mim. Algarve

Pearalta disse...

Boa tarde,

Venho falar consigo sobre as dificuldades de produzir sabão de modo artesanal em Portugal, e concordo com o que diz!
Somos um pequeno grupo do Distrito de Leiria, e eu sou rebelde com respeito às normas exageradas impostas pela INFARMED, como por exemple, ter que produzir num espaço INDUSTRIAL e ter que pagar 150 euros a um técnico de qualidade mensalmente, como se não bastassem todas as outras exigências!
Eu acho que nos deveríamos UNIR todos e contestar contra o regulamento exagerado do espaço INDUSTRIAL! Nos outros países Europeus esta treta não é exigida; só em Portugal e na Grécia, os países mais POBRES!
Para começar a produzir artesanalmente só pode superar tantos custos quem tiver uma pequena fortuna! Isto só pode ser tudo comandado pelas farmacêuticas que querem vender os seus produtos caros e ineficazes quando se trata de problemas da pele! Já desabafei outra vez, obrigada!
Estamos no FB, grupo privado, Os Saboeiros Unidos jamais serão vencidos.
Temos que lutar contra esta escumalha de ladrões!
Cumprimentos,
Esperança Melo

Enviar um comentário